Sobre

 História

Inaugurado em 18 de setembro de 1997 (na ocasião como Academia Musical), na realidade foi a continuação de um trabalho que já havia iniciado em 1985 pela empresa “Pianos Center” (da família) que tinha, entre os ramos de atividade, o ensino musical cuja administração ficou sempre a cargo do filho mais velho, o pianista Rogério Koury. A preferência por não relacionar o ensino musical com a parte comercial da empresa, somado ao reconhecimento que alcançava o pianista já na época, foram as principais razões para o desmembramento da empresa.

Conservatório

O Conservatório Musical Rogério Koury é uma escola técnica de música, isto é, uma escola reconhecida pelo MEC, através da Diretoria de Ensino de Sorocaba e que quem por finalidade dar formação completa e profissional aos músicos- alunos, dando-lhes habilitação legal e permanente em todo território nacional.

O curso se estende a todos os instrumentos e canto, sejam na modalidade erudita ou popular e abrangem diversas disciplinas tais como: Linguagem e Estruturação Musical, Percepção Auditiva, Harmonia,  Apreciação e Análise,  Introdução à Composição e Arranjo, História da Música, Técnica Vocal, Prática de Banda e Música de Câmara,  Piano Complementar (para todos os outros instrumentistas e cantores) e até Pedagogia Musical. Não basta ter domínio do instrumento, mas da música como um todo! Saber ler e escrever música, ser capaz de ouvir e escrever simultaneamente, “tirar de ouvido”, fazer arranjos, compor, improvisar, cantar (mesmo que seja um instrumentista), compreender o que se toca, harmonizar e re-harmonizar, são algumas das demonstrações desse domínio que todo músico deve buscar.

O perfil de alunos que busca o técnico é de músicos. Geralmente pessoas que já tem uma iniciação musical bem estruturada, mesmo como autodidata, e quer obter domínio da linguagem e avançar seus conhecimentos de forma mais organizada, planejada e controlada. Acadêmica, portanto!  Aqueles que ainda não tem uma iniciação musical e querem também obtê-la desta mesma maneira, podem optar pelos cursos que este conservatório chama de “Fundamental” e prevê toda esta base necessária para o ingresso no técnico, porém voltada para o iniciante de qualquer idade.

Os professores são todos formados, graduados e até especialistas de acordo com os critérios exigidos pelo MEC e pela própria direção do conservatório, assinada pelo pianista e professor Rogério Koury.

O estudo de música, sem dúvida, requer também muita dedicação por parte do aluno. Apenas freqüentar as aulas e não contribuir com seus estudos em casa, durante a semana, não resulta em progresso. É recomendada a prática diária quando se busca o verdadeiro domínio musical.  A escola dispõe de salas para estudo quando o aluno não tem instrumento e ainda monitor plantonista para tirar as dúvidas durante o estudo.

Muitos são os campos de atuação do músico no mercado de trabalho: como instrumentista pode atuar em orquestras, cameratas, conjuntos de baile e bandas performáticas, ou ainda como solista, concertista, músico acompanhador, etc. O cantor pode ingressar em companhias de teatro musical e óperas, fazer cerimônias, casamentos, festas, etc. O mercado publicitário também emprega músicos.  Como professor, em conservatórios e escolas livres de música e até em escolas regulares, onde se tem aberto muitas oportunidades depois da lei 11.769 que obriga o ensino de música em todos os níveis da educação básica nas escolas públicas e particulares.

“A Música é um dom que se manifesta muito claramente. Nem um músico, realmente vocacionado, tem dúvidas quanto a sua escolha. É um erro querer fugir desta realidade e se aventurar em uma carreira que não o faça feliz”

Prof. Rogério Koury